22.5.17

A Viagem Que Podia Nunca Acabar | Berlim

Três meses depois da minha última viagem - e a pouco tempo da próxima - está na hora de falar nela! 
Viagem
A foto da praxe desta viagem.
Já não me lembrava do quão enchouriçada andava mas vou tentar descrever - casaco de pêlo, blusão, camisolão de lã (o mais quente que tenho), blusa, camisola e top básicos, calças, collants, meias, gola de pêlo, fita de lã e luvas.
Isto tudo e depois nem esteve tanto frio quanto esperava...
Como sabem, fiz Erasmus duas vezes - em Bratislava e em Cracóvia - e adorei, mas o meu objectivo sempre foi voltar e viver em Portugal. 
Gostei de ambas as experiências, cada cidade teve as suas coisas boas e menos boas - nunca realmente más - e nunca me arrependi de ir, mas o giro de Erasmus é que vamos de livre vontade, com o prazo definido e sabendo, à partida, a vida que nos espera quando regressamos. 

Viagem
As fotos possíveis quando somos só dois...
["meia" mentira, há um selfie mais tradicional - podemos dizer isso de selfies? - no Instagram x)]

Por estas razões sempre pensei "Erasmus claro que sim, emigrar... nheeee!"... 
Pensei, mas só até pôr os pés em Berlim! Quando cheguei e comecei a ver a cidade, foi como se toda uma magia acontecesse na minha cabeça e, de repente, sem ninguém me tentar convencer de nada, eu passei a pensar "Aqui sim, aqui eu vejo-me a trabalhar, a viver, a... TUDO!". 
Talvez o facto de os Alemães não serem conhecidos por crises ou falta de dinheiro tenha ajudado, mas eu encantei-me mesmo pela cidade.

Viagem
Museum Island e a Tv Tower, vistos só de passagem.

Viagem
Não sei explicar que edifício é este, mas fica numa praça simétrica, onde existe mais um igual a este.
No interior, tinha uma exposição gratuita sobre o Parlamento em Berlim que vale a pena pelas imagens mas onde, com muita pena, não percebi nada pois estava tudo em Alemão...

Viagem
Uma das maquetes do Parlamento expostas.

Viagem
Fotografias aleatórias, não sei dizer nada sobre elas, provavelmente, tinha legenda mas em Alemão.

Viagem
A vista do edifício para parte de outro igual.

Viagem
Topographie des Terrors, um centro de documentação sobre o Muro de Berlim e a sua história.

Em frente há um café que serve comida tradicional e que está testado e aprovado por mim - é bom e barato, para além de rápido, que numa viagem flash também é importante!

Viagem
Memorial aos Judeus Mortos da Europa, do arquitecto Peter Eisenman - um dos mais emblemáticos e, por isso, paragem obrigatória neste viagem!

Viagem
Nesta visita é "obrigatório" percorrer vários caminhos no meio destes blocos, todos diferentes (todos mesmo, não há 2 blocos iguais!), sempre com diferentes sensações, ora de libertação, ora de aperto e sufoco... Experimentem: visitem, caminhem o que puderem, respeitem o espaço e o que ele representa e comprovem o que digo!
Existe também um museu neste memorial, mas não consegui visitar.

Viagem
O Parlamento de Berlim e a sua FANTÁSTICA cúpula, que eu não consegui visitar porque não marquei antecipadamente (e ainda tenho vontade de bater com a cabeça nas paredes de cada vez que me lembro - vejam fotos e logo concordarão)...

Viagem
"No more wars, no more walls, a united world."
Ouçam e aprendam com quem sabe do que fala!

Viagem
"Beijo Fraterno", uma das pinturas mais conhecidas da East Side Gallery - outra das paragens obrigatórias!

Viagem
Memorial sobre o Muro de Berlim, com algumas partes do original...

Viagem
...e uma zona mantida exactamente como era. 
Estas coisas mexem mesmo comigo - não consigo perceber nem aceitar (também não é suposto...) o que leva alguém a estas atrocidades contra a humanidade!

Viagem
Pormenores nas ruas, arte em todas as esquinas - como não amar uma cidade assim?

Viagem
Provavelmente, a loja mais fancy onde alguma vez entrei - Mercedes.

Ficou uma coisa por fotografar, mas que não podia deixar de referir: o hostel. 
Ficámos no CityStay Hostel, que foi só o melhor onde já tive. Não amo quarto partilhados e, por isso, não me apetece dizer maravilhas deles (mas eram bons - limpos, com espaço q.b. e uma grande janela que dá sempre imenso jeito num quarto com muitas pessoas), mas a localização é óptima (mal usámos transportes, apenas na chegada e partida), a simpatia dos empregados é fora de série - nunca tinha tido um serviço tão bom (nem lá perto!) - e a relação qualidade/preço é óptima. Uma aposta ganha, duvido que encontrem melhor!

Berlim é uma cidade gigante onde há espaço tudo! 
Eu estive lá menos de 48 horas e fartei-me de passear e aprender - sabem quando foi a queda do Muro de Berlim? Eu não fazia ideia, mas aconteceu num passado recente - 9 de Novembro de 1989 - num passado demasiado recente para alguém sonhar sequer em construir mais muros...
Por outro lado e pelo que me disseram, tem uma das melhores - se não a melhor - noites da Europa... talvez numa próxima visita comprove isso.

Estranhamente, não passou a ser a minha cidade preferida, mas foi a única viagem que me fez pensar "Mudava-me..."!

10 comentários:

  1. Podes-te mudar, mas só se for estritamente necessário... "Boas viagens!" Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Fiquei realmente impressionada com a foto a preto e branco do monumento em homenagem aos judeus que morreram!

    ResponderEliminar
  3. Deve ser tão bonito!! As fotos estão fantásticas!
    Beijinhos**
    _________________________
    All The way is an adventure
    Jess & Rose Blog | Instagram | Youtube

    ResponderEliminar
  4. e sem duvida uma cidade na minha bucket list... acho que deve ser super interessante a visita...

    adorei o post

    beijinhos

    YOUTUBE MORE_ELI

    ResponderEliminar
  5. Até já me senti a viajar um pouquinho por aqui!

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar