24.3.17

Essenciais Para Um Passeio De Primavera!

A primavera teima em não chegar mas hoje, numa tentativa de a chamar, trago-vos alguns essenciais que podem ser o mote para um dia bem passado!



Essenciais



Para os dias amenos, em que o sol já chama à rua mas a temperatura ainda não convida à praia, a minha sugestão é um passeio de bicicleta, petiscos saudáveis e registo dos melhores momentos. Aqui ficam os meus essenciais!





Uma bicicleta para fazer desporto quase sem dar conta, chapéu, óculos, protector e água termal para ter o melhor bronze sem riscos e sempre frescos, uma garrafa, uma água de coco e uns cajus para não faltar a força, mochila para transportar tudo, sapatilhas como se quer nestes programas e a máquina para registar os melhores momentos, what else?

Cliquem nas imagens para saberem mais!

Quais são os essenciais que não dispensam na primavera?
 
&

23.3.17

Auschwitz E Birkenau | Os Campos De Concentração

Visitar Auschwitz (e Birkenau) é quase inevitável quando se fala em viagens à Polónia, principalmente a Cracóvia.

Mal ou bem, todos conhecemos a história. Eu descobri que conhecia mal

Entre 1940 e 1945 morreram aqui mais de 1 milhão de pessoas. Não sabia mas não eram só judeus: eram ciganos, homossexuais ou simplesmente que tentava ajudar os mais fracos podiam ir lá ter. Homens, mulheres, crianças... Aos gémeos e anões calhava o destino que me parecia mais frio e dolorosa: eram cobaias de experiências médicas, feitas pelas mãos de Josef Mengele, um médico que não olhava a meios para atingir os fins - na minha perspectiva O fim, a sua doentia satisfação pessoal.

A mim, que sou pela igualdade de direitos, que acredito que sou tanto de Portugal como do mundo, custa-me a acreditar como é que é possível alguém ter estas ideias, custa-me imaginar e custa-me pensar como quem, por livre e espontânea vontade, se identificou e pacto-ou com os ideias nazis.

Nada que eu possa escrever ou mostrar vai poder transmitir o que senti e aprendi no local...


Auschwitz
"Those who not remember the past are condemned to repeat it"
["Aqueles que não lembram o passado, estão condenados a repeti-lo."]